Biografia Vereador Daniel Jackson

Minha História… 

Daniel Jackson nasceu em Parnaíba-PI, no ano de 1983, filho de Agostinho Vieira de Souza (funcionário público aposentado da FUNASA), IN MEMORIAN, e Heloísa Araújo de Souza (Do lar), com oito irmãos: Carlos Augusto, Noêmia, Neuma, Mário Roque, Norma, Paulo Iran, Nilza, Agostinho Wellington. Com 33 anos de idade, sendo sua esposa a Sra. Andreína Nóbrega de Souza que atua na área de nutrição, sendo pais de uma filha de nome Helaíse Isabele de 9 anos de idade.

Ainda em sua adolescência militou nas causas estudantis de Parnaíba. Dedicou-se aos estudos, iniciando sua vida estudantil em escola pública, sendo elas Escola de Aplicação Francisco Correia, Unidade Escolar Edison da Paz Cunha, Escola Municipal Roland Jacob, e concluiu o ensino médio na Escola Santa Maria.

Daniel Jackson é formado em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Estadual do Piauí – UESPI e em Bacharelado em Direito Pela Faculdade Piauiense – FAP, hoje Maurício de Nassau. Após sua formação em Direito, logrou êxito no exame de proficiência da Ordem dos Advogados do Brasil, integrando atualmente o quadro da OAB-PI.

É servidor público concursado, tendo como profissão o magistério e advocacia.

É conhecido pela sua simplicidade e humildade. Sempre um jovem dinâmico, prestativo, atencioso, esforçado e temente a Deus.

Foi candidato a vereador em 2008, ficando na suplência. Novamente foi a vereador em 2012, ficando na segunda suplência, vindo a assumir o cargo de vereador pelo período de três meses no ano de 2014.

Em 2016 foi eleito o vereador mais votado de sua coligação com 813 votos. Em 2017 foi eleito o 2º secretário da mesa diretora da Câmara Municipal de Parnaíba, cargo que ocupa atualmente.

Exerceu várias funções na administração pública, sendo a última o cargo de Superintendente de Inspeção Municipal de Parnaíba-PI.

É presidente do Partido Trabalhista Cristão – PTC desde 2007, partido ao qual foi eleito em 2016.

COMPROMISSO: 

Construção de uma sociedade mais justa, com direitos e deveres para todos, valorizando-se os princípios familiares, honra, justiça, os princípios morais e éticos que devem estar contidos nas ações dos homens públicos, tendo sempre como razão e justiça, a defesa dos mais necessitados.